Dores nas costas você tem? Teve? Ou Terá?!

iStock_000024897874Medium-lower-back-pain

Nos Estados Unidos, a lombalgia é um dos problemas mais  comuns pelos quais as pessoas consultam um médico e é a maior causa de incapacidade baixo dos 45 anos, provocando prejuízos anuais de assistência médica e perda de  produtividade.

A maioria das dores nas costas é referida, genericamente, como “problema de coluna”. Esse quadro doloroso normalmente é ocasionado por tensão muscular, trauma, deformidade e Segundo a Sociedade brasileira de reumatologia, em somente 10% dos casos é uma doença sistêmica.

As lombalgias podem ocorrer em qualquer lugar da coluna, desde o pescoço até o final das costas, e podem estar localizadas em uma área pequena ou se irradiar por uma grande área.

Na maioria das vezes as dores nas costas são provocadas por estados emocionais e suas

repercussões sobre a contratura da DORES NAS COSTAS “1musculatura para-vertebral.entre estes estados emocionais destacam-se a depressão e a ansiedade.  Entre as causas não-emocionais, pode-se citar hérnia de disco, posturas inadequadas, quedas,acidentes,obesidade, escoliose .

Na terceira idade, a lombalgia pode dever-se a artrite ou osteoporose.

No adulto jovem a postura inadequada é causa frequente de lombalgia e está relacionada a maneira de se sentar, deitar e carregar peso, à pratica de exercício físico excessiva ou incorreta.

Estima-se que 60% a 80% das pessoas terão durante a vida algum episódio deste.

 

O que fazer?

* Autoconhecimento

* Adotar uma Prática de Cuidado Integrativo (PCI)

* Contar com um Profissional Qualificado

O autoconhecimento abrirá as portas para a realidade do estilo de vida atual (você conseguirá perceber como é sua postura ao sentar, deitar, atentar para a qualidade de sono, hábitos alimentares, etc.) uma PCI ( meditação, caminhada, Aromaterapia, yoga, etc.) auxiliaram no processo de aprender a lidar com o stress, tratar ansiedade e depressão.

E um Profissional Qualificado: Médico, Terapeuta, Educador Físico

DORES NAS COSTAS com conhecimento Específico e uma visão Interdisciplinar focada na Saúde Integral poderão realmente capacitar o “queixoso” a encontrar a ” cura “.

*Só medicamento não traz a cura,

*Estar em comunhão diária como a fé por si só não opera

milagres,

*Exercício físico sem orientação ou provoca lesão ou não

acrescenta qualidades físicas ( condicionamento, força,

agilidade etc.

* Toda Prática de Cuidado Integrativo pode virar “muleta” se não houver a Intenção Criativa.

 

 

 

Salete Pimentel

É Educadora Física, Especialista em Avaliação e Tratamento da Dor, com Pós- Graduação em

Ergonomia e Fisioterapia do Trabalho e Formação em Psicologia Transpessoal e Aromaterapia. contato@saletepimentel.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s